terça-feira, 10 de junho de 2008

Para o Dia dos Namorados: risoto de morangos




Por Adriana Haddad

Quando morei em Bolonha entre 1995 e 1996, tive o prazer de conhecer o Renato Senta, que além de ter nascido na mesma hora e no mesmo dia que eu, foi meu salvador em vários momentos de "pânico"...ele era um mix de relações públicas/gourmet, sempre cercado de pessoas interessantes, tinha um trabalho interessante, na época trabalhava na área de marketing da Unilever e tinha muitas entradas VIPs para eventos ótimos para uma amiga como eu... na época ele morava em Milão mas ia com freqüência a Bolonha e cozinhava coisas divinas em um piscar de olhos, tipo esse risoto de morangos, que acompanhei passo a passo e nunca me esqueci. É uma receita muito simples, mas nunca deixou de gerar curiosidade e fazer o maior sucesso entre meus convidados. Aí vai...

Risoto de morangos

2 xíc chá de arroz arbóreo - 2 xíc chá de morangos picados - 1 xíc chá de morangos batidos no liquidificador - 1 xíc chá de vinho branco seco - 1 ½ litro de caldo de legumes - 1 cebola grande cortada em pedacinhos - 4 col sopa de manteiga - 100g de queijo ementhal ou gruyere - sal e parmesão quanto baste

Em uma panela coloque o caldo de legumes para ferver. Em outra panela refogue a cebola com 2 colheres de manteiga até que amoleça,coloque o arroz e refogue por 2 minutos mexendo sempre. Acrescente o vinho e misture bem até evaporar e então acrescente o morango batido no liquidificador. Assim que secar, acrescente 1/3 do caldo de legumes fervendo e mexa bem até secar novamente .Quando estiver quase no ponto, coloque os morangos picados e o queijo ralado grosseiramente e ajuste o sal. Verifique o ponto do risoto; ele deve ser cremoso, mas os grãos devem estar “al dente”, um pouco duros. Se estiver muito cru,continue cozinhando e coloque um pouco mais de caldo, sempre mexendo. Na ultima adição do caldo, não deixe secar muito e quando atingir a consistência de risoto, desligue o fogo, acrescente as 2 colheres de manteiga restantes e misture, acrescente parmesão e sirva imediatamente... não se esqueça de enfeitar o prato com alguns moranguinhos.

OBS. Na receita original o Renato usou o queijo taleggio, que é um queijo italiano de casca lavada com massa semidura, não cozida, lavada e prensada. Durante o período de maturação, que dura 3 semanas, os queijos são virados diariamente e lavados duas vezes por semana em uma salmoura muito suave, onde se desenvolvem alguns fermentos responsáveis pelo aroma, textura e cor da casca. Esse processo é sempre iniciado nos queijos mais velhos e termina nos mais novos transmitindo, assim, as “sementes” dos fermentos para os queijos recém chegados à câmara de maturação. Ao término do período de lavagem, crescem alguns tipos de mofos naturais, predominando os de cor avermelhada, com a ocorrência de mofos brancos e, eventualmente, azuis.

4 comentários:

Nani disse...

É uma receita de risoto muito original e imagino o sucesso que deve ser, gostei do teu blog, parabéns, ;)

dri haddad disse...

muito obrigada nani!eu olhei rapidamente o seu,e gostei bastante também..experimente esse risoto e depois faça seu comentario;)um abraço

giusi disse...

sarà sicuramente un risotto buonossimo!!!! Se ti capitasse di passare da qui, sarei contenta se lo cucinassi per me!!!!un bacione giusi
p.s....la foto lascia un pò a desiderare, però......

dri haddad disse...

sono complettamente d'accordo con te rispetto la foto..mi piacerebbe tantissimo passare da te..e cucinarlo..dove sei ora?
:)))