terça-feira, 17 de novembro de 2009

Salmorejo, divina sopa fria catalã

Por Luciana Betenson

Eu amo, adoro, idolatro sopas frias. Só que aqui em casa ninguém curte sopa, seja fria ou quente, e é uma batalha para convencê-los a experimentar uma receita nova. Então, esqueço de fazê-las (acabo me contentando em ver as sopas frias da Fer, que faz umas óóóótimas).

Mas outro dia meu apetite pelas sopas frias voltou à toda, depois do jantar de degustação de vinhos da nossa Turma do Vinho na casa do Jacques e da Ariane. A combinação da origem francesa do Jacques com a origem catalã da Ariane resultou em um jantar maravilhoso, onde as estrelas foram a sopa fria de entrada e o coq-au-vin de prato principal (a degustação propriamente dita é feita antes do jantar, só com pãozinho).

Fiquei meio passada, pois acho que entendo um pouco (não muito tá gente?) dos sabores da culinária e nunca, nunca, tinha ouvido falar nesta sopa.... não era gazpacho, não era vichysoisse... era OUTRA sopa fria de berço catalão até bem conhecida por lá, o salmorejo. Me apaixonei por esta sopa fresquinha, acompanhada da “sustância” do ovo cozido ralado e da “crocância” do presunto pata negra em pedacinhos sobre ela.

Fui às pesquisas e coincidentemente achei uma receita muito legal de salmorejo no blog da Fer mesmo :-) Me inspirei nela. Fui ao sex shop em SP (Santa Luiza, já expliquei aqui!) especialmente para comprar o vinagre de jerez e um micropedaço do pata negra (os olhos da cara, socorro...). A sopa ficou ótima, muito parecida com a original que comemos na casa dos amigos. É uma delícia para este calorzão do Verão!

Salmorejo




1, 5 kg de tomates bem maduros
3 dentes de alho
1/3 xíc (chá) de azeite extravirgem
1/4 xíc (chá) de vinagre de jerez
1 col (chá) rasa de sal
250 gr de pão au levain (ou pão italiano, ou outro do tipo)

Colocar o pão de molho na água por uns 10 minutos. Bater os tomates e o alho no liquidificador e passar por uma peneira. Levar de volta ao liquidificador e acrescentar o pão, o azeite, o vinagre e o sal; bater até chegar na consistência desejada. Servir com ovos cozidos picadinhos ou ralados e presunto cru em cubinhos. Rende de 8 a 10 porções.

8 comentários:

Cucchiaio pieno disse...

Sopa é comigo mesma! Eu amo.
Bjim
Léia

Tatiana disse...

Menina eu amo sopa fria e quente! Essa eu não conhecia, parece ser uma delícia!

Adorei o "sex shop" kkkkk.
Bjs

Adri disse...

nhaaaaaaaammmmmmm

Mari disse...

Lu, lá em casa sofro esse mesmo drama: adoro sopa, mas a Isa e o Marcelo não gostam... sempre ficam com fome depois de um pratão!!
Gosto mais das sopas quentes do que das frias, mas nesse calorão, uma sopinha fria cai bem demais da conta!
Esta que vc fez parece maravilhosa.
Bjo grande,

Mari

Tânia disse...

Que diferente! Sopa fria em noites quentes é a harmonização mais que perfeita!
Vou experimentar (mesmo que sozinha..hehe)
Bjs

Fer Guimaraes Rosa disse...

Essa sopa me provocou uma epifania na primeira colherada! uma delicia, né? fiz muitas vezes no verao. acho que usei bacon, porque nao curti muito o jamon espanhol. agora que voce provou e fez o salmorejo, nai tem mais volta. esta fisgada! :-)

beijoo,

Rachel disse...

Certa vez, fiz uma dessas para receber uma amiga, me lembro que iam uns pepinos cortadinhos também...bem refrescantes! Bjuss!!!

Ana Powell disse...

Esta sopa tem um sabor magnifico, faz trabalhar as papilas gustativas todas.
Magnifica x